Our Archive

Welcome to your Archive. This is your all post. Edit or delete them, then start writing!

Programa Brasil de Tuhu leva atividades musicais gratuitas a alunos e educadores em escolas públicas de Salvador

Com a missão de ampliar a educação musical no país, o programa Brasil de Tuhu, volta à capital baiana em agosto de 2017. Programa acontece desde 2009 e já beneficiou mais de 15 mil alunos e professores de 140 escolas públicas em 36 municípios de 17 estados do País.

 

Pela segunda vez em Salvador, o Programa Brasil de Tuhu oferece em sua programação concertos didáticos conduzidos pelo Quarteto Radamés Gnattali e pela atriz Verônica Bonfim para alunos de quatro escolas públicas municipais da capital – além de vivências musicais gratuitas para educadores. Com direção cênica do compositor, arranjador e autor teatral Tim Rescala (responsável, entre outras, pelas trilhas sonoras das minisséries Hoje é Dia de Maria, Capitu e Sítio do Picapau Amarelo), os concertos possuem roteiro dinâmico e interativo, voltado para a faixa etária infanto-juvenil.

Salvador recebe as ações do Programa entre os dias 21 e 24 de agosto. Além de assistir aos concertos, os estudantes também têm a oportunidade de participar das apresentações, conhecendo instrumentos como o violino, a viola e o violoncelo, e interagir com os músicos e a atriz em brincadeiras musicais que trabalham noções de ritmo, harmonia e melodia.

“Nosso objetivo com o programa de educação musical Brasil de Tuhu é incentivar o ensino da música para crianças e jovens e, para isso, desenvolvemos uma série de ações que envolvem também os educadores”, explica Carla Rincón, musicista do Quarteto Radamés Gnattali e coordenadora pedagógica do Brasil de Tuhu. “Estas atividades se complementam com as ferramentas pedagógicas e lúdicas que desenvolvemos especialmente para estimular o ensino da música no País”, completa.

Após os Concertos Didáticos os alunos participantes receberão o gibi O Brasil de Tuhu, com história e jogos de musicalização. Além disso, todas as escolas participantes receberão um kit com materiais especialmente pensados para auxiliar os professores em atividades de educação musical em sala de aula.

Em 2016, mais de 500 crianças de escolas públicas de Salvador receberam os concertos didáticos e 25 educadores participaram das vivências. As escolas são previamente indicadas pela Secretaria de Educação do município.

 

Atividades voltadas para educadores – vivências musicais

As vivências musicais serão abertas à participação de educadores de cada município. Nelas, objetos do dia-a-dia como baldes, panelas, cumbucas e colheres de pau se unem a instrumentos musicais para estimular a expressão e o conhecimento da música como prática coletiva.

As atividades combinam jogos, performances e diferentes recursos didáticos que podem ser aplicados em todo tipo de aula ou atividades com crianças, além de ser um espaço para trocas de experiências. Em Salvador, as vivências acontecem na Escola Municipal Nossa Senhora de Nazaré (Rua do Queimado, Liberdade), de 21 a 23/08, de 9h às 17h. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do programa (www.brasildetuhu.com.br/vivencias), de 7 a 14 de agosto.

As turmas terão 50 vagas, com participação continuada – ou seja, os inscritos devem confirmar presença em todos os dias de atividades previstas em cada município. Mais de 250 educadores já participaram das vivências – que este ano estarão mais diversificadas, utilizando e integrando as ferramentas e conteúdos criados ao longo dos nove anos do programa Brasil de Tuhu.

Em Salvador, o último dia das vivências contará com a participação muito especial do Neojiba – Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia, outro programa de incentivo à educação musical e parceiro do Brasil de Tuhu. Ambos os projetos são financiados pela Wilson Sons.

De um CD com cantigas tradicionais interpretadas por nomes como Zeca Pagodinho e Elba Ramalho a um aplicativo com jogos educativos para crianças a partir de quatro anos, passando por um guia didático com exercícios para a prática de musicalização em sala de aula, o programa Brasil de Tuhu disponibiliza gratuitamente diferentes ferramentas que podem ser acessadas pelo site www.brasildetuhu.com.br.

A circulação nacional 2017 do Brasil de Tuhu oferecerá 52 concertos em 28 escolas, passando ainda por Ipojuca (PE), Rio Grande (RS) e Santos, Santo André e Guarujá (SP). Em setembro as atividades acontecem em Belém (PA) e em outubro nas cidades do Rio de Janeiro e Niteroi (RJ).

O Brasil de Tuhu é realizado pela Baluarte Cultura em parceria com o Quarteto Radamés Gnattali, tem como mantenedora a Wilson Sons e o Governo Federal e copatrocínio da Finep, via Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura.

 

SERVIÇO

Programa Brasil de Tuhu – SALVADOR

Concertos didáticos:

De 21 a 24 de agosto de 2017

EM Vila Vicentina, dia 21/08, às 10h e 14h – Largo da Lapinha, nº7 – Lapinha

EM Abrigo Filhos do Povo, dia 22/08, às 10h e 14h – Estrada da Liberdade, S/N – Liberdade

EM Alfredo Amorim, dia 23/08, às 10h e 13h30 – Praça Simões Filho, Largo do Papagaio, Ribeira

EM Nossa Senhora de Nazaré, dia 24/08, às 10h e 14h – Rua do Queimado, Liberdade

Vivências musicais:

Quando: de 21 a 23 de agosto, das 9h às 17h

Onde: Escola Municipal Nossa Senhora de Nazaré (Rua do Queimado, Liberdade)

Público-alvo: professores e educadores de Salvador

Vagas: 50

Inscrições gratuitas, de 07 a 14 de agosto: www.brasildetuhu.com.br/vivencias

Realização: Baluarte Cultura e Quarteto Radamés Gnattali

Patrocínio: Wilson Sons e Finep, via Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura – Governo Federal

 

Sobre o Brasil de Tuhu

Brasil de Tuhu é um programa com ações gratuitas em prol da educação musical no país. Desde 2009 realiza diversas ações gratuitas – presenciais e digitais. Entre estas ações além dos concertos e das vivências musicais, estão o aplicativo Tuhu Musical, as videoaulas, a Rádio Tuhu, a Revista Tuhu, o Gibi O Brasil de Tuhu, o guia didático Brincando de Música, o CD Brasil de Tuhu – Volume I e o Mapeamento nacional de projetos, programas e instituições que compartilham do objetivo de ampliar a educação musical no país. Todas as informações em: www.brasildetuhu.com.br

 

Sobre a Baluarte Cultura

(www.baluartecultura.com.br)

A Baluarte Cultura é uma empresa especializada em consultoria e gestão cultural com mais de 80 projetos realizados no Brasil e exterior. Acreditamos que a cultura é um poderoso meio de transformação social e por isso buscamos um mundo com maior potência criativa. Nosso negócio é a Responsabilidade Cultural: Pensamos a cultura de forma estratégica para gerar impactos positivos para a sociedade e empresas.

Desde 2015 somos Empresa B Certificada e integramos o movimento global de empresas melhores para o mundo. O Sistema B (http://sistemab.org) certifica e empodera empresas que estão comprometidas com a geração de impacto positivo na sociedade e no meio ambiente. Nossa atuação está alinhada ao fortalecimento de 5 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), criados pelas Nações Unidas para combater os principais desafios econômicos, sociais e ambientais do planeta; são eles:

 

Sobre o Quarteto Radamés Gnattali

(www.quartetoradames.com.br)

Vencedor dos prêmios Rumos Itaú 2007 e XIII Prêmio Carlos Gomes como melhor conjunto de câmara do Brasil em 2009, indicado para o Grammy Latino 2012, Prêmio da Música Brasileira 2013 e Prêmio de Cultura do Governo do Rio de Janeiro 2012-2013, o Quarteto Radamés Gnattali despontou como o primeiro no mundo a gravar em DVD e BluRay os 17 Quartetos de Cordas do compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos.  Formado por Carla Rincón (violino), Andréia Carizzi (violino), Marco Catto (viola) e Hugo Pilger (violoncelo), o Quarteto tem um repertório basicamente dedicado à música brasileira e possui em sua trajetória participação nos principais festivais e eventos de música câmara, como a Bienal da Funarte, MIMO, Festival Villa-Lobos e Festival Internacional de Campos do Jordão.

 

Sobre a Wilson Sons

Uma das maiores operadoras de serviços portuários, marítimos e logísticos do Brasil, a Wilson Sons iniciou suas atividades em 1837, em Salvador, Bahia. A Wilson Sons se orgulha em completar 180 anos contribuindo para o desenvolvimento de um Brasil melhor para todos. Tantos anos de história só são possíveis quando enxergamos no presente o investimento para o futuro, através de relacionamentos sólidos e compromisso social. Nossa plataforma de patrocínios é nosso elo com a sociedade, espaço em que potencializamos iniciativas que reafirmam nossos atributos de solidez, realização, cooperação e comprometimento. Mais do que prestadores de serviços, somos parceiros que facilitam, viabilizam e otimizam.

 

Sobre a FINEP

Uma agência pública de inteligência que pensa o avanço do Brasil através do fomento à ciência, tecnologia e inovação. Esta é a Finep, vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Um projeto inovador é fruto de matemática simples: o empreendedor, aquele que sonha, mais o apoio do governo. Quando surgiu, há 50 anos, a Finep abraçou o papel do Estado nesta soma. Hoje, ela está no centro da rede de inovação, orientando a relação entre empresas, institutos e universidades, a partir de temas estratégicos. Na prática, isto significa apoio através de crédito com juros subsidiados, subvenção, investimento e financiamentos não reembolsáveis. Pensou em melhorar a vida das pessoas, pensou na financiadora. Há cinquenta anos, a inovação que você vê passa pela Finep.

Read More

Natura apresenta Gratia, segundo disco do grupo Sertanília

Patrocinado pelo Governo da Bahia através do Fazcultura, álbum homenageia as mulheres sertanejas e sua resiliência e conta com participações do violoncelista Jaques Morelenbaum, da cantora e rabequeira Renata Rosa e da cantora espanhola Guadi Galego

O grupo baiano Sertanília lança seu segundo disco, intitulado Gratia (Natura Musical). O álbum conta com 14 faixas, das quais nove são autorais. Com Gratia, o Sertanília aprofunda sua viagem ao universo do sertão antigo, iniciada em seu primeiro trabalho, Ancestral (2012). O álbum está disponível em streaming no portal Natura Musical (www.naturamusical.com.br) a partir de 24 de março. Os shows de lançamento ocorrem em Vitória da Conquista, dia 30 de março, em Feira de Santana, dia 1º de abril, e em Salvador, dia 8 de abril.

Pautado na tradição da folia de reis do Alto Sertão baiano (sudoeste do estado), manifestação que guarda contornos medievais devido ao isolamento da região, nesse novo disco o grupo mantém sua busca por uma sonoridade que mescla os elementos da tradição com a linguagem da música pop contemporânea. Na intenção de soar atual sem perder a essência da sua proposta, Gratia traz o grupo mais pesado, com a percussão mais presente, lançando mão de camadas de cordas e vocais.

O disco teve produção musical de Anderson Cunha, que também produziu o Ancestral, e que no palco assume a viola, ao lado de Aiace (vocais) e Diogo Flórez (percussão). O grupo é ainda acompanhado pelos músicos João Almy (violão), Ricardo Erick (violoncelo), Mariana Marin (percussão), Raul Pitanga (percussão).

O projeto, que inclui a gravação do disco e shows de lançamento, foi selecionado por uma comissão de especialistas para receber o patrocínio do edital Natura Musical Bahia 2014, com apoio do Governo da Bahia através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. “O Natura Musical foi criado para valorizar a música brasileira em diferentes estágios, fomentando a renovação da produção e prezando pela preservação de nosso legado musical. De 2012 a 2016, o edital Bahia contemplou 22 projetos que vão desde a digitalização do acervo de Batatinha e o primeiro DVD do Ilê Aiyê a novos trabalhos de artistas como Russo Passapusso, Larissa Luz, Manuela Rodrigues e, agora, no início de 2017, de Giovani Cidreira e do grupo Sertanília”, diz Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.

A produção é de Edmilia Barros, que conta com apoio do Coletivo Suiça Bahiana em Vitória da Conquista, do Feira Coletivo em Feira de Santana, e do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) em Salvador.

Mais sobre o Sertanilia: www.sertanilia.com.br

Convidados

O Sertanília mergulhou em suas pesquisas em busca de elementos para narrar essa história e convidou alguns artistas para ilustrar a narrativa. Por ser um disco que, como o Ancestral, canta o encontro de matrizes ancestrais no sertão, o Gratia homenageia as mulheres sertanejas e sua resiliência diante da vida cheia de dificuldades.

Uma delas é Dona Vande (retratada na capa do disco), uma lavradora do distrito de Pajeú do Vento, município de Caetité, que comanda o Terno de Reis herdado de seu pai e formado por suas filhas e irmãs. Numa manifestação popular tradicionalmente masculina, Dona Vande quebra tabus, ignora o preconceito e mantém viva a tradição da Folia de Reis em sua terra.

O grupo viajou até a Galícia para gravar com a cantora Guadi Galego, artista espanhola, vocalista do grupo Berroguetto, que tem sua obra pautada nas raízes da música ibérica. Para Anderson Cunha, a participação de Guadi Galego surgiu da afinidade musical entre ela e o Sertanília: “Ela é uma grande artista da Galícia, e já admirávamos há muito tempo seu trabalho. Nossa herança ibérica não poderia estar melhor representada”. Galego canta na faixa “Devagar”, que conta ainda com o violoncelista Jaques Morelenbaum, artista com longa trajetória na música brasileira. “Como o celo é uma das características da nossa sonoridade, sempre imaginamos como seria se o Jaques tocasse conosco e foi incrível o resultado, com ele contribuindo com toda a experiência e percebendo nossa obra sob outro olhar”, conta Anderson. Jaques também gravou os celos na faixa “Castela”.

A faixa “O Mundo de Dentro da Minha Cabeça”, parceria de Anderson Cunha com o músico Juliano Holanda (PE), contou com a participação da cantora e rabequeira Renata Rosa, radicada em Pernambuco. O grupo sempre admirou seu jeito de ler a tradição popular, e por isso o trabalho de Renata tem grande influência para a sonoridade do Sertanília. Anderson declara que “ter Renata participando do disco é como fechar um ciclo de construção do trabalho, revisitando e agradecendo, tanto pela sua obra como pela gentileza”.

A contribuição pernambucana para o Gratia contou ainda com o produtor musical Buguinha Dub, que já trabalhou com Nação Zumbi e Cordel do Fogo Encantado, para gravar ao vivo em estúdio as percussões do disco, uma concepção diferente e mais pesada que o primeiro disco.

O álbum

A temática central de Gratia é o sagrado feminino, a relação mística do homem “sertanês” com a terra, o respeito à natureza que tudo provê e a confiança na Graça para a permanência da vida. A narrativa volta no passado ao encontro do imigrante galego-português com o índio e o africano cativo, e como isso resultou na formação do povo “sertanês” e suas manifestações únicas e essencialmente brasileiras. É um disco que fala de desterro, saudade e abandono, e readaptação, soando muitas vezes soturno e denso, sem perder o lirismo e a suavidade característicos do Sertanília.

Gratia tem a mulher como fio condutor para contar a história desse encontro. Dona Vande, Dona Leonídia, Renata e Guadi são personagens que retratam a música em diferentes contextos e caminhos, mas que se encontra no Sertão e se reinventa numa música nova, rica e brasileira.

Sobre o Natura Musical

Com doze anos de existência, o Natura Musical – programa criado para valorizar a música brasileira -, tem hoje uma forte assinatura na renovação e preservação da nossa música: já apoiou mais de 1350 produtos culturais (mais de 1200 shows, 132 CDs, 26 DVDs, 21 livros e 5 filmes) chegando diretamente a 1,3 milhão de pessoas, com mais de 1,3 milhões de seguidores no ambiente digital.

São patrocinados projetos prioritariamente por meio de editais públicos, que selecionam projetos de diversos formatos e estágios da produção cultural em nível nacional, com uso das Leis Rouanet e Audiovisual, e em nível regional, com uso de ICMS, conforme a disponibilidade de recursos.

A marca atua no mercado musical lançando em média 20 discos por ano, com destaques em listas de melhores do ano e premiações nacionais e internacionais. Neste ano, com a inauguração da Casa Natura Musical, em São Paulo, pretende dobrar seu papel no setor de entretenimento, atualmente em torno de 120 shows por ano. No ambiente digital, os canais Natura Musical são plataforma para o lançamento de singles, obras completas e outros conteúdos musicais exclusivos dos projetos patrocinados, com acesso gratuito.

Sobre a Natura

Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza. Líder no setor de venda direta no Brasil, registrou R$ 7,9 bilhões de receita líquida em 2015, possui mais de 7 mil colaboradores, 1,8 milhão de consultoras e operações na Argentina, no Chile, no México, no Peru, na Colômbia e na França. Foi a primeira companhia de capital aberto a receber a certificação B Corp no mundo, em dezembro de 2014, o que reforça sua atuação transparente e sustentável nos aspectos social, ambiental e econômico. A estrutura da companhia é composta por fábricas em Cajamar (SP) e Benevides (PA), oito centros de distribuição no Brasil, um hub logístico em Itupeva (SP) e centros de Pesquisa e Tecnologia em São Paulo (SP) e Nova York (EUA). Detém o controle da fabricante australiana de cosméticos Aesop, com lojas em países da Oceania, Ásia, Europa e América do Norte. Produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as consultoras Natura, pela Rede Natura rede.natura.net, por meio do app Natura ou nas lojas nos shoppings Morumbi, Villa Lobos, Pátio Paulista, Eldorado e Anália Franco, em São Paulo. Para mais informações sobre a empresa, visite www.natura.com.br e confira os seus perfis nas seguintes redes sociais: Linkedin, Facebook, Twitter e Youtube.

 

Natura apresenta GRATIA – Shows de lançamento do grupo Sertanília

VITÓRIA DA CONQUISTA

data: 30 de março de 2017 (quinta-feira)

local: Underground Pub (Praça João Gonçalves – Centro)

horário: 20h

ingresso: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)

abertura: Ana Barroso

FEIRA DE SANTANA

data: 1º de abril de 2017 (sábado)

local: Armazém Privilege (Capuchinhos)

horário: 22h

ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

abertura: Bruno Bezerra / Roça Sound

SALVADOR

data: 08 de abril de 2017 (sábado)

local: Largo Tereza Batista (Pelourinho)

ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

horário: 21h

convidada especial: Renata Rosa (PE)

 

​PRODUÇÃO: Edmilia Barros

APOIO: Suíça Bahiana, Feira Coletivo e Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI)

PATROCÍNIO: Natura e Governo do Estado da Bahia através do Fazcultura.

 

GRATIA | FICHA TÉCNICA

Produzido por Anderson Cunha

Produção executiva: Edmilia Barros

Arranjos de Cordas: Anderson Cunha

Arranjos de Percussão: Anderson Cunha, Diogo Flórez, Raul Pitanga e Mariana Marin

Percussões gravadas por Buguinha nos Estúdios WR (Salvador)

Voz gravada por Pablo Moreno Pires no estúdio 12X8 (Salvador)

Cordas gravadas por Anderson Cunha no estúdio Attitude Áudio Criação (Salvador)

Jaques Morelenbaum gravado por Estevão Casé no Rockit! Estúdio (Rio de Janeiro)

Renata Rosa gravada por Francois Baurin no Splendid’ Recording Studio (Paris)

Guadi Galego gravada em home studio em Santiago de Compostela (Galícia – Espanha)

Mixado por Gustavo Lenza

Masterizado por Felipe Tichauer em Miami (USA)

Arte: Pietro Leal

Fotos da banda: Léo Monteiro

Foto da capa (Dona Vande): Kaya Verruno

Fotos adicionais da capa: Jéssica Ohana

 

FAIXAS

GRATIA (Anderson Cunha)

VINHETA – SEU JOÃOZINHO

CORRE CANTO (Anderson Cunha)

BALADA PARA UMA VINGANÇA (Anderson Cunha / Juliano Holanda)

VINHETA – CANTO DE CHEGADA DO REISADO DA FAZENDA BOA SORTE

O MUNDO DE DENTRO DA MINHA CABEÇA (Anderson Cunha / Juliano Holanda)

CASTELA (Anderson Cunha)

DEVAGAR (Anderson Cunha)

GADO MANSO (Anderson Cunha)

VINHETA – PAVÃO PAVÃOZINHO – REISADO DA FAZENDA BOA SORTE

A CONFISSÃO (Anderson Cunha)

FLORES DO VERDE PINHO (Domínio Público)

VINHETA – ANUNCIAÇÃO DO TERNO DE REIS DE CONTENDAS

TUDO TEM UM TEMPO (Anderson Cunha)

 

 

Read More

Banda baiana Inventura faz turnê de lançamento do seu primeiro disco

Financiada pela SecultBA, tour passa por Vitória da Conquista, Feira de Santana e Salvador

 

Dia 28 de setembro, em Vitória da Conquista, tem início a turnê de lançamento do primeiro disco da banda Inventura. Natural de Alagoinhas, a banda faz shows ainda em Feira de Santana (11/10) e Salvador (12/10), apresentando as canções autorais que compõem o repertório deste primeiro trabalho, lançado em 2014. A tour é financiada pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, através do Calendário das Artes, e conta com bandas convidadas em cada uma das cidades.

Com 13 faixas autorais, o disco traz um rock simples e cativante, com arranjos que passeiam por diferentes texturas musicais e letras com temáticas que envolvem facetas do cotidiano e do comportamento humano. O CD, também intitulado INVENTURA, foi gravado e produzido pela banda de maneira independente, e isso permitiu que Lucas Costa (voz e baixo), Felipe Costa (bateria) e Paulo Dantas (guitarra) levassem para o estúdio uma energia que, por vezes, remete à de uma apresentação ao vivo. É esse mesmo clima que o INVENTURA leva para os palcos, proporcionando ao público uma experiência bastante calorosa e peculiar, regada a muito rock.

Na cena desde 2007, a Inventura já tocou em diversos festivais e eventos, como: Conexão BH (MG), Palco do Rock, no carnaval de Salvador (BA), Grito Rock (BA), Noites Baianas (BA), Nordeste Independente (BA), Noite Fora do Eixo (BA), entre outros. Em 2013 a banda realizou a turnê Energec Rock em parceria com a banda Neutrall (SP) em cidades do interior de São Paulo. Além dessas apresentações os integrantes estão sempre buscando movimentar a cena artística de sua cidade natal, promovendo eventos importantes como: “Dobradinha de Rock” e “Junto”, em parceria com músicos da região.

 

SERVIÇO

Inventura em Vitória da Conquista (BA)

Data e Horário: 28/09 (domingo), às 16h

Local: Ibiza Hall

Convidados: Dost + Nobres Companions

Ingresso: R$10

 

Inventura em Feira de Santana (BA)

Data e Horário: 11/10 (sábado), às 22h

Local: Antiquário Pub

Convidados: Os Jonsóns + Insert a Coin

Ingresso: R$10

 

Inventura em Salvador (BA)

Data e Horário: 12/10 (domingo), às 16h

Local: Espaço Cultural Dona Neuza

Convidados: Irmão Carlos e o Catado + A Flauta Vértebra

Ingresso: Grátis

 

MAIS INFOS:

Release completo: https://docs.google.com/document/d/1-NlHs9pPh89Obd0gDbyO9f8L8ljwzaUpNOysPZfevlQ/edit?usp=docslist_api

Fotos da banda em alta resolução: https://drive.google.com/folderview?id=0BxTat9fxlE1dTFQyNTV4UDRQS0U&usp=sharing

Clipe da música “O Prego no Chinelo do Anão”: https://www.youtube.com/watch?v=dyK5MNf22m0

Read More

Cantora americana Stacie Aamon estreia em palcos cariocas no Solar de Botafogo

Dia 02 de agosto (quinta-feira), apresentando seu trabalho autoral

No próximo dia 02 de agosto, quinta-feira, a cantora e compositora americana Stacie Aamon toca pela primeira vez no Rio de Janeiro. Com um trabalho que passeia entre a black music e o pop, Stacie apresenta-se no palco doTeatro Solar de Botafogo às 21h sob produção da Di+ Produções Artísticas.

Nascida em Nova Iorque, nos Estados Unidos, Stacie Aamon vive no mundo da música desde os dez anos de idade. Influenciada especialmente por Phyllis Hyman, Donnie Hathaway, Stevie Wonder, Teena Marie e Elis Regina, Stacie inspirou-se para cantar e tornou-se também compositora e instrumentista. Com formação superior em Terapia Musical, compõe canções com letras doces e fortes, flertando com o pop e elementos da black music, especialmente do soul, reforçado pela sua potente voz.

Durante sua carreira nos Estados Unidos, Stacie já se apresentou em diversos lugares, tais como Canal Room, Sullivan Hall, The Blue Note em Nova Iorque, bem como BloomBars em Washington, DC e também no Fort Greene Music Festival (NY), onde ela fez o show de abertura para o Rapper Common.

Após uma curta temporada em Salvador (Bahia) ano passado, em 2012 Stacie Aamon está de volta ao Brasil, dessa vez ao Rio de Janeiro, onde busca aprimorar sua relação com a música brasileira. Além de ter modificados os arranjos de suas composições por batidas mais próximas à black music, a cantora incorporou ao repertório canções em português como “Mas que nada”, “Chove Chuva”, “Corcovado”, entre outras.

www.reverbnation.com/stacieaamon

Serviço – Stacie Aamon

Local: Teatro Solar de Botafogo, Rua General Polidoro, 180 – Botafogo

Informações: (21) 2543-5411
Data: 02 de agosto – quinta-feira
Entrada: R$40 | R$30 – 100 primeiros pagantes | R$ 20 estudantes / primeiros 50 da lista amiga (musicanosolar@gmail.com)

Horário: 21h30
Classificação: 16 anos

Read More

Sanbone Pagode Orquestra realiza concerto Afrologia, em homenagem ao Dia da Consciência Negra

Regido pelo maestro Hugo Sanbone, concerto recebe Carla Visi, Magary Lord e Leo Santana, entre outros convidados

 

Neste dia 20 de novembro de 2014 (quinta-feira), o maestro Hugo Sanbone e sua Sanbone Pagode Orquestra realizam o concerto Afrologia, em celebração ao Dia da Consciência Negra. O concerto acontece no Teatro SESC Casa do Comércio às 20h, com ingressos a R$20 (inteira) e R$10 (meia).

A promoção e valorização da música instrumental baiana é a outra finalidade deste evento, que conta ainda com a presença no palco de cantores baianos como Carla Visi, Magary Lord, Beto Wilson, Pali (Pali OJC), Mc. Daganja, Performáticos Quiombo e Léo Santana.

A Sanbone Pagode Orquestra tem em sua concepção a raiz da cultura musical da Bahia: o Samba de Roda, herança africana e que dá origem o ritmo pagode; o jazz norte-americano, que tem como característica a livre improvisação e sua raiz na música feita por negros naquele continente; e a música erudita, que está na formação de organização da orquestra trazida pelos europeus.

Através de uma experiência musical que homenageará o povo negro numa luta de resistência, a Sanbone apresenta no seu Concerto Afrologia uma viagem pela evolução da música que teve como herança a influência da cultura afro descendente no continente americano.

 

 

SERVIÇO

Sanbone Pagode Orquestra – Concerto Afrologia

Dia 20 de novembro de 2014 (quinta-feira), às 20h

Teatro SESC Casa do Comércio (Av. Tancredo Neves, 1109, Ed. Casa do Comércio, Pituba)

Ingressos: R$20 (inteira) | R$10 (meia)

Informações: (71) 3273-8543

Read More

Companhia da Pizza promove a Primavera Beatles durante todo o mês de setembro

Projeto prevê shows semanais e exposição de artigos relacionados ao quarteto mais famoso do mundo

 

Setembro será um mês especial para os fãs baianos dos Beatles. A Companhia da Pizza, que promove o tradicionalBeatles Social Club (BSC) há nove anos, apresenta o projeto Primavera Beatles, com diversas atividades voltadas para os fãs do famoso Quarteto de Liverpool. Inspirado no mês da chegada das flores, o evento reunirá shows e exposições de artigos de fã, culminando na edição número 100 do BSC.

Em todas as terças-feiras de setembro, a Companhia da Pizza receberá pocket shows acústicos, realizados por artistas do cenário local, sempre com versões dos Beatles. No dia 03/09, quem inaugura a Primavera Beatles é o músico Julio Caldas. Dia 10 é a vez das Garotas de Liverpool, e dia 17 quem se apresenta é a cantora dinamarquesa Stina Sia.

A última terça-feira do mês é tradicionalmente do BSC, e a edição de número 100, no dia 24/09, será embalada pelabanda Cadillac, que receberá as bandas Suinga e Callangazoo como convidadas, além de outras da cena local. Todos os shows começam às 20h e têm entrada gratuita.

Exposição

Como parte da Primavera Beatles, o empresário Antonio Portela, idealizador do BSC ao lado de Victor Monteiro, promoverá durante todo o mês uma exposição com artigos pessoais relacionados aos Beatles. Entre memorabílias, vinis e posters, os fãs do quarteto poderão ainda conferir ingressos de shows e um memorial dos nove anos de atividades doBeatles Social Club. A Beatles Tour, também promovida pelo BSC, é outro tema da exposição, evento no qual fãs baianos se reúnem para uma viagem que percorre locais emblemáticos que fizeram parte da história da banda.

A exposição fica em cartaz durante todo o mês de setembro na Companhia da Pizza, de acordo com os horários de funcionamento do estabelecimento. Todas as atividades da Primavera Beatles são abertas ao público.

 

SERVIÇO

Primavera Beatles

Todas as terças-feiras de setembro

Shows com Julio Caldas (03), Garotas de Liverpool (10), Stina Sia (17) e Cadillac (24), sempre às 20h

Exposição entre os dias 02 e 30 de setembro, das 18h às 02h.

Local: Companhia da Pizza (Praça Brigadeiro Faria Rocha, 266, Rio Vermelho)

Todas as atividades têm entrada gratuita

Read More

Espaço Cultural Dona Neuza sedia o projeto Ponto Sonoro

Sob o financiamento da SecultBA, o espaço situado no Marback inaugura programação intensa voltada para a comunidade de música independente de Salvador

 

A partir de abril de 2014, o Espaço Cultural Dona Neuza, no Marback, recebe nova configuração. O lugar, que há dez anos abriga o evento “Domingo de Cabeça pra Baixo” e o Estúdio Caverna do Som, ambos idealizados e administrados pelo produtor musical Irmão Carlos, vai sediar o projeto “Ponto Sonoro”, aprovado em edital pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

O Ponto Sonoro vai, durante seis meses deste ano, promover atividades de diversas naturezas voltadas para quem produz e quem consome música independente em Salvador. A ideia é que o Espaço Cultural Dona Neuza seja um local de encontro de músicos e produtores que ensaiam, gravam, criam, conversam sobre música e tocam.

Integra o Espaço Cultural Dona Neuza atualmente o Estúdio Caverna do Som e o Projeto Domingo de Cabeça Baixo. O Estúdio possibilita que artistas possam realizar produções musicais com qualidade profissional e a preços populares, além de fomentar o encontro destes artistas e a realização de projetos em comum.  Já o projeto Domingo de Cabeça pra Baixo abre espaço para novos artistas e oferece ao público, de forma gratuita e aberta, todo primeiro Domingo do mês, um espetáculo musical.

Entre os meses de abril e outubro, o Espaço sediará também oficinas ligadas à área musical, Encontros Musicais com profissionais que tratarão de um assunto ligado à música independente, e o Estúdio Ao Vivo na Caverna do Som, programa transmitido ao vivo via streaming pela internet semanalmente com bandas convidadas. Além disso, bandas poderão se inscrever para ensaiar gratuitamente no Caverna do Som através do programa Estúdio Livre. O Ponto Sonoro também vai promover a Feirinha Musical, onde artistas, empresas e outras iniciativas poderão vender seus produtos dentro da programação do Domingo de Cabeça pra Baixo. Por fim, o Espaço Cultural Dona Neuza funcionará como uma Produtora Comunitária que oferecerá consultoria para a comunidade musical nas seguintes áreas: Produção Musical, Executiva e Coordenação de Produção, Produção Fonográfica, Assessoria de Comunicação, Fotografia e Design Gráfico.

Este projeto foi contemplado pelo Edital nº 23/2012 – Dinamização de Espaços Culturais da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

Mais informações: http://www.espacodonaneuza.com.br/

Informações à imprensa:

ANA CAMILA COMUNICAÇÃO & CULTURA

Ana Camila | (71) 9148-4281 | contato@anacamila.com

Gisele Santana | (71) 9234-2581 | jornalismo.gi@gmail.com

Read More

Pleimo Tour

Medulla e Mako fazem turnê no Brasil em setembro

Intitulada PLEIMO TOUR, o giro leva a banda carioca e banda irlandesa de rock a sete cidades brasileiras, entre sul, sudeste e nordeste

 

Em setembro de 2012, a banda carioca Medulla e a banda irlandesa Mako saem juntas na PLEIMO TOUR 2012 – MEDULLA & MAKO. Após parceria firmada na Irlanda em 2011, as duas bandas, em parceria com a plataforma digital PLEIMO.COM, apresentam ao público brasileiro o que há de mais novo na produção musical independente dos dois países. Entre os dias 15 e 30 de setembro, turnê passará por São Paulo, Campinas, Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba e Salvador.

A Pleimo Tour é uma continuidade do primeiro encontro entre as duas bandas, que tocaram juntas no Brasil Celtic Festival no ano de 2011, em Salvador-BA e Dublin-IRL. A parceria rendeu a gravação de uma participação do Medulla numa faixa do Mako (“Lost in Translation”), além da gravação de “Lose your money”, do Medulla, sob a produção do Ciaran O’Shea, guitarrista do Mako e um dos mais respeitados produtores musicais da música independente na Irlanda. Tudo isso estimulou a banda carioca a convidar o Mako para voltar ao Brasil.

MEDULLA lança Compacto IV

Durante a turnê, o Medulla lançará o seu Compacto IV, o último da série que lançou Akira (2008), Talking Machine (2009) e Capital Erótico (2010). O lançamento marca também a continuidade da parceria entre a banda e a plataforma digital PLEIMO.COM, criada para encurtar as distâncias entre bandas e público, investindo em formas de o artista independente sustentar o seu próprio trabalho.

O Mako apresentará ao público brasileiro seu repertório autoral, como as faixas “Unstoppable” e “Miss Alison”, indicadas ao Grammy em 2011. Além disso, o público poderá conferir o resultado das parcerias entre as duas bandas, novas faixas e o lançamento do clipe de “Lost in Translation”. A tour passará por casas de grande e médio porte, como o Teatro Odisseia (Rio de Janeiro), Garagem Hermética (Porto Alegre), Hangar Music Hall (Curitiba) e Portela Café (Salvador).

Patrocinada pelo Pleimo.com, a turnê é uma produção da Di+ Produções Artísticas, e conta ainda com o apoio da Burger King, Cometa, Itapemirim, Vila Carioca Hostel, Eco Hostel Curitiba, Banzai Tattoo, Agência Ant, Bulb e Coletivo Fora do Eixo.

 

SOBRE AS BANDAS

Formado pelos gêmeos Keops e Raony nos vocais, Alan Lopez e Dudu Valle nas guitarras, Rodrigo da Silva no baixo e Daniel Martins na bateria, o Medulla é uma banda de rock que nasceu em 2005 no Rio de Janeiro, com o lançamento do álbum O Fim da Trégua, pela Sony.

Desde então, a banda se apresentou em diversos festivais como o Abril pro Rock (Recife, 2006), Festival de Verão (Salvador, 2006), Brasil Celtic Festival (Dublin/Irlanda, 2011) e SWU (São Paulo, 2011), e se tornou presença constante na MTV, com cinco clipes na programação. A razão pela qual o Medulla chamou a atenção da imprensa, e durante todos estes anos conquistou um público cativo, é um misto de originalidade e compromisso com a arte que propõe. Não somente pelas letras que focam em temas do cotidiano, abrangendo um universo de referências para os mais diferentes públicos, como também pelo estilo particular que impregna toda a produção da banda.

A banda MAKO representa a volta de Declan O’Shea e Christian Montagne, ambos ex-membros da aclamada banda Cyclefly, à cena musical. Durante o tempo em que estiveram à frente da banda de rock alternativo Cyclefly, Declan e Christian fizeram turnê nos Estados Unidos e na Europa abrindo shows para o Linkin Park, Iggy Pop, Live e Bush. A banda ganhou visibilidade e reconhecimento junto à imprensa americana e europeia, fazendo parte de diversas listas dos melhores em revistas como NME, Rock Sound e Kerrang!.

A faixa “Unstoppable” foi o primeiro single do MAKO, e teve excelente repercussão na mídia musical internacional, especialmente na americana. A aprovação levou o MAKO a ser escolhido pela Academy of Art and Science para a votação final para quatro indicações ao Grammy 2011, nas categorias: melhor performance rock de uma dupla ou grupo (“Unstoppable”); melhor música de rock (“Miss Alison”); melhor álbum de rock (“Living on Air”); melhor videoclipe (“Unstoppable”).

 

CALENDÁRIO DA TOUR

Setembro de 2012

15 – Clube OUTS (São Paulo-SP)

21 – Bar do Zé (Campinas-SP)

22 – Garagem Hermética (Porto Alegre-RS)

23 – Casa Fora do Eixo (São Paulo-SP) – set acústico

24 – Granfinos/Cedo & Sentado (Belo Horizonte-MG)

25 – Teatro Odisseia (Rio de Janeiro-RJ)

27 – Hangar Music Hall (Curitiba-PR)

29 – Portela Café (Salvador-BA)

Read More

Cicinho de Assis homenageia Luiz Gonzaga no Pelourinho na próxima terça, 13

Músico convida Zelito Miranda, Léo Macedo (Estakazero) e Orquestra da Safona na quinta edição do evento

 

Cicinho de Assis, sanfoneiro natural de Senhor do Bonfim (BA), convida seus amigos parceiros de forró para render uma homenagem ao rei do Baião, Luiz Gonzaga, no evento Um Forró para Seu Luiz. A festa acontece dia 13 de dezembro de 2011 (terça-feira), no Largo Pedro Archanjo (Pelourinho), partir das 20 horas.

A ideia é comemorar o Dia Nacional do Forró, instituído pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio da Silva, quando é lembrada a data de nascimento do maior ícone da música nordestina, Luiz Gonzaga. Por todo o nordeste brasileiro acontecem comemorações. Um Forró para Seu Luiz conta com Zelito Miranda, Léo Macedo (Estakazero) e Orquestra de Sanfonas da Bahia como convidados.

Este projeto destaca o Nordeste Brasileiro como um celeiro de artistas dedicados ao Forró, que anima festas populares durante todo o ano e, principalmente, os festejos juninos, incluindo a festa do São João, maior evento popular do país. O Forró encontra seu maior mercado consumidor no norte e nordeste do país, e é exportado para outros estados brasileiros.

Com isso, pretende-se valorizar os artistas populares do Nordeste do Brasil, que conservam a originalidade dos gêneros musicais abrigados sob o título de Forró: Xote, Xaxado, Baião, Coco, etc, construindo, através da sanfona, o ambiente musical desse universo popular e genuinamente brasileiro, melhorando a auto estima destes artistas, estimulando a criação e a difusão da cultura do nosso país.

Um Forró Pra Seu Luiz acontece pelo quinto ano consecutivo. Em 2007, primeiro ano, o convidado especial foi Oswaldinho do Acordeon. Na edição de 2008 contou com a participação de Waldonys (CE) e mais uma dezena de artistas/sanfoneiros da Bahia, realizada com apoio da SECULT/IPAC. Em 2009, o Trio Nordestino marcou presença, e 2010 foi a vez de Carlos Pitta, Del Feliz, Dão,  Mariene de Castro, Xandy do Harmonia do Samba, e Orquestra de Sanfona da Bahia, firmando mais um ano de sucesso de Um Forró Pra Seu Luiz, com o apoio do IPAC e Bahiatursa.

 

SERVIÇO:

O QUE: UM FORRÓ PRA SEU LUIZ – ANO V

QUEM: CICINHO DE ASSIS E CONVIDADOS: ZELITO MIRANDA, LÉO MACEDO (ESTAKA ZERO), ORQUESTRA DE SANFONA DA BAHIA

QUANDO: 13 de dezembro de 2011 (terça-feira), às 20h

ONDE: Largo Pedro Archanjo (Pelourinho)

QUANTO: ENTRADA FRANCA

 

 

SOBRE OS ARTISTAS

CICINHO DE ASSIS:

Cicinho de Assis, baiano, natural de Senhor do Bonfim, conhecido nacionalmente como músico acompanhante e arranjador de grandes artistas nacionais a exemplo de Gilberto Gil, Jorge Mautner, Milton Nascimento, Maria Bethânia, Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Harmonia do Samba, vem desenvolvendo nos últimos anos um trabalho próprio, onde se apresenta cantando e tocando seu instrumento (sanfona/acordeon), acompanhado de sua banda, com participação nas festas juninas da capital e do interior do estado. Em carreira solo desde 2000, Cicinho realizou quatro edições de um importante projeto: Um forró para Seu Luiz, que já contou com a participação de artistas como Waldonys, Oswaldinho do Acordeon, Orquestra de Sanfona da Bahia e o Trio Nordestino, consiste numa belíssima homenagem ao maior sanfoneiro do Brasil, o rei do baião, Luiz Gonzaga.

No dia 21 de dezembro de 2010, Cicinho realizou no Pelourinho, no Largo Pedro Archanjo mais uma edição do projeto “UM FORRÓ PARA SEU LUIZ – Ano IV”, que apresentou ao público de Salvador os shows de Cicinho de Assis & Banda, e Orquestra de Sanfona da Bahia, com participações especiais de Carlos Pitta, Del Feliz, Dão,  Mariene de Castro  e Xandy do Harmonia do Samba.

O show de Cicinho promove a democratização cultural em todos os sentidos, levando arte e cultura para toda a população, sem limites de idade, raça, sexo, credo religioso, etc. A democratização e a valorização da identidade do povo são condições fundamentais para o equilíbrio social, influenciando positivamente a nossa cultura de paz.

 

ORQUESTRA DE SANFONA DA BAHIA:

Da iniciativa de unir 20 sanfoneiros no mesmo palco é que nasceu a Orquestra de Sanfona da Bahia. A estreia da Orquestra de Sanfona da Bahia se deu no dia 08 de dezembro de 2009, durante a terceira edição do projeto Um Forró Para Seu Luiz, no Pelourinho, Savador – BA, onde apresentou um repertório composto, em sua maioria, por músicas de Luiz Gonzaga. Este foi o começo da Orquestra. O show, que era pra ser instrumental, foi tomado pelo coro de vozes do público que, ao mesmo que tempo que cantava emocionado as músicas de Gonzagão, arrastava o pé no “salão”. A Orquestra de Sanfona da Bahia é um projeto inédito no estado, por ser o primeiro grupo formado apenas por sanfoneiros baianos ou radicados na Bahia.

Compõem a Orquestra: Birão (Alagoinhas), Daniel Frota (Fortaleza), Bruniho (Salvador), Freitas (Salvador), Fernandinho do Acordeon (Simões Filho), Paraíba do Acordeon (Paraíba) e Vado (Salvador), Nilson (Irará), Jerry (Salvador), Walmir (Flor Serena), Julhinho (Salvador), Val Rios (Salvador), Denis (Salvador), O carro-chefe da Orquestra de Sanfona da Bahia é a sua proposta, que consiste no resgate e na afirmação da cultura nordestina.

 

LÉO MACEDO (ESTAKA ZERO):

Cantor, compositor e instrumentista da Estakazero, banda brasileira de forró criada em Salvador na Bahia pelo próprio, juntamente com Kina Rodrigues, Yrlan Valverde, Kuque Malino e Márcio Oliwer. Na estrada desde o ano de 2001, a Estakazero é uma banda genuinamente baiana que, há nove anos, leva a essência do forró tradicional a todos os lugares aonde vai. As marcas da cultura nordestina estão presentes não apenas no som da sanfona e no toque do triângulo, mas também na escolha dos cenários e dos figurinos das apresentações. No repertório, ritmos como o baião, o galope, o arrasta pé e o xote, além de influências do reggae, se unem ao tradicional forró pé-de-serra em um som próprio e carregado da herança sertaneja que, aliado à voz marcante de Leo Macêdo, tornou-se referência para bandas de forró em todo o Brasil.

 

ZELITO MIRANDA:

O Rei do Forró Temperado, reúne cultura nordestina em seu novo show que reproduz o liquidificador cultural da carreira de 25 anos do cantor, compositor, cordelista e forrozeiro que tem 10 discos gravados e acumula experiências marcantes como a participação no encontro de trios e desfile no Carnaval de Salvador e como não podia faltar, nas grandes praças das festas de São João. A combinação entre o tradicional e o moderno dá o tom também ao repertório de Zelito, responsável pela fusão de ritmos que caracterizam o forró temperado, criado por ele.

Passos de capoeira, maracatu, caboclinho, xaxado, arrasta-pé, baião e da tradicional quadrilha retrataram no palco um pouco do que é apresentado em cada canto do nordeste. Um dos momentos mais marcantes do show é a releitura produzida por Zelito para um hino do forró: Asa Branca. Os arranjos feitos com o som dos quatro cantos do mundo, reproduzindo a música-símbolo do nordeste, encantaram o público. Em ritmo japonês, espanhol, argentino ou francês a Asa Branca decolou e premiou o público com a sutileza corporal e figurino nipônicos, a sensualidade da dança flamenca, a sedução do tango e a provocação cancan.

Read More

III Festival de Violeiros Repentistas acontece em Conceição do Coité neste domingo

O evento, coordenado por Paraíba da Viola, terá Julio Caldas em show de encerramento, além de oficina de viola ministrada pelo músico

 

Neste domingo, dia 15 de janeiro de 2012, acontece a terceira edição do Festival de Violeiros Repentistas de Conceição do Coité. Coordenado por Paraíba da Viola, Davi Ferreira e Miudinho, e apresentado por Bule-Bule, o evento reúne seis duplas de violeiros repentistas e cordelistas no Centro Cultural Ana Rio de Araújo, a partir das 14h, com entrada franca.

As duplas selecionadas cantarão repentes em diversas modalidades, a exemplo de sextilha, quadra, mote de 7, mote de 10, beira mar, martelo agalopado, rojão, pernambucano e martelo  alagoano. As duplas receberão um troféu de participação e classificação, e terão publicadas suas obras em um folheto de cordel confeccionado pelo evento.

O encerramento do Festival contará com a apresentação do músico Júlio Caldas, com o show Momento Rural. Pesquisador da viola caipira, Júlio ministrará uma oficina de viola no dia do evento. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no local.

Mesmo sendo de origem bastante remota e dotado de simplicidade, o cordel não deixou de dialogar com a atualidade e manteve sua característica principal: relatar os acontecimentos do cotidiano. Política internacional, ecologia, corrupção e até Internet já viraram temas de cordel. Diante de tantas inovações, os cordelistas tentam manter viva uma das tradições do cordel: a de homenagear seus antepassados.

Realizado pela Ordem Brasileira dos Poetas de Literatura de Cordel e produzido pela Plataforma de Lançamento, o III Festival de Violeiros Repentistas de Conceição do Coité tem patrocínio do Governo da Bahia.

 

Paraíba da Viola

A direção artística do Festival ficou por conta de Paraíba da Viola, repentista autodidata que mantém a Banca dos Trovadores em Salvador, na Praça Cairu, ao lado do Mercado Modelo. Homenageado em dezembro de 2005 pela Fundação Gregório de Matos como Poeta Popular, Paraíba da Viola é o atual Presidente da Ordem Brasileira de Literatura de Cordel (OBLC).

 

Júlio Caldas – show Momento Rural

Tendo a viola caipira como principal atração, Júlio Caldas em Momento Rural não pode ser considerado um show de música regional. É um espetáculo de singular diversidade de ritmos, onde o mais nacional dos instrumentos de corda é mostrado em toda a sua potência sonora. Júlio Caldas apresenta o resultado de suas pesquisas com a viola caipira, onde explora suas múltiplas afinações e facetas, num repertório que passeia por blues, rock progressivo, música clássica e jazz, em releituras e composições próprias.

 

SERVIÇO:

O QUE: III Festival de Violeiros Repentistas de Salvador

QUEM: Antônio Queiroz (Serrinha) e Davi Ferreira (Ichu); João Ramos (Feira de Santana) e Caboclinho (Feira de Santana); Antônio Maracujá (Riachão do Jacuípe) e Naldinho (Riachão do Jacuípe); Leandro Tranquiino (Lauro de Freitas) e Lavandeira (Valente); Bem-ti-vi (C. Coité) e Passarinho (C. Coité); Bui Aboiador (Riachão de Jacuípe) e Braúlio Pinto (Serrinha).

QUANDO: 15 de janeiro de 2012 (domingo), a partir das 14h

ONDE: Centro Cultural Ana Rio de Araújo (Praça Dr. José Gonçalves, Conceição do Coité)

QUANTO: grátis

Realização: Ordem Brasileira dos Poetas de Literatura de Cordel

Produção: Plataforma de Lançamento

Patrocínio: Fundo de Cultura, Secult, Governo da Bahia

Apoio: Prefeitura de Conceição do Coité, Rádio Sisal, Pousada São João

Informações: (75) 3262-3114

 

Read More